08 março, 2016
Hoje, dia 08 de março é o nosso dia. Dia da mulher. Esse dia deve ser comemorado por todas nós e com muito orgulho.
Desde pequenas aprendemos a ser mais responsáveis pelos meninos, brincamos de bonecas, aprendemos a cuidar da casa, aprendemos que temos que andar com a cabelo liso, aprendemos que temos que nos dar respeito, aprendemos também que devemos querer casar, ter uma família e ter filhos.
Mas será que é isso mesmo que você quer?
Você quer cuidar da casa? Você quer ter filhos? Você quer andar de cabelo liso?
Vou contar um pouquinho sobre mim.
Parece ser bobo, mas sempre fui muito magra e tive dificuldade de me aceitar por isso. Magra demais, cabelo sem forma e usava óculos. Imaginem vocês, uma menina de 14, 15 anos se sentindo diferente. Era complicado, eu tentava me esconder por trás dos meus óculos e dos meus fones de ouvido. Lá no fundo eu queria ser aceita numa realidade que não era a minha, queria ter um corpo bonito, usar roupa de um estilo que não era o meu e andar com os cabelos alisados.
Tive uma tentativa frustrada e não consegui me encaixar nessa realidade.
Alguns anos depois comecei a perceber que fazer as coisas para ser aceita em um determinado grupo era ridículo e eu só tenho que fazer uma coisa: ser eu.
É tanta coisa, tanta informação.
A sociedade não me quer como eu quero ser.
Cresci ouvindo meu pai dizer que eu poderia ser quem eu QUISESSE SER. Ele me falava que eu poderia ser escritora, ser famosa, ser atleta, mas eu deveria fazer aquilo que eu gostasse.
A sociedade lá fora não. Eles falavam que eu devia trabalhar, casar, ter filhos e não sair dessa realidade.

Eles me criticavam por eu escolher ser independente, por eu não querer casar cedo. Me criticavam também quando eu comecei a me achar linda assim.
Sabe o que eu aprendi? A ser autoconfiante. Sendo assim, criava uma barreira enorme logo quando alguém vem me criticar, vem me julgar...
Hoje eu me olho no espelho e consigo me achar linda, e ao invés de sair por aí procurando mil defeitos em mim. Eu aprendi a me elogiar, a gostar de mim assim, com espinha no rosto, com batom vermelho as 7h da manhã. Aprendi a ter orgulho das minhas pequenas conquistas.
Aprendi que posso ser um menininha e um mulherão. Basta eu querer.
E sabe por que eu estou dizendo isso? Sabe por que eu contei um pouco da minha história?
Porque eu quero que vocês não demorem muito tempo pra se amar e para se colocarem me primeiro lugar. Quero que aprendam também a colocar uma barreira na sociedade. Quero que vocês façam o que VOCÊS TEM VONTADE, QUE FAÇAM ISSO OU AQUILO POR QUE ESTÃO SE SENTINDO BEM E FELIZES.
Quero que vocês cozinhem ou não com prazer, quero que vocês julguem menos, quero também que vocês aprendam a enxergar as outras mulheres como poderosas e que antes de saírem por aí julgando alguma atitude saiba que muitas vezes você não sabe o que essa mulher está passando.
Quero que vocês aprendam a ser bem felizes, que encontrem alguém pra compartilhar a vida e que esse alguém comemore com você suas pequenas vitórias. E que esse alguém aprenda a te valorizar assim como você se valoriza.


Quero que vocês se amem bem muito e que se sintam bem ao se olhar no espelho. 

Feliz teu dia. E tenha orgulho disso.

0 Comentários :

Facebook

Leitores

Mais lidos do mês

Visualizações de páginas mensal

Tecnologia do Blogger.