14 março, 2016
Sabe, o tempo vai passando e a gente vai percebendo que as responsabilidades vão aumentamdo e não há ninguém a não ser nós mesmos que teremos que arcar com elas. Mas, aí você também vai se questionando se a situação que você vive atualmente é favorável, no sentido de: eu amo o que faço? Eu faço isso pra quê? Só pra pagar contas? E as outras razões, onde ficam? Em segundo plano?
Chega um momento que se você estiver num trabalho onde não se vê razões de vida, pra estar fazendo aquilo, você decide simplesmente dar um basta. Por mais que existam n fatores que a gente acaba pondo na balança, como: que garantias eu tenho de que vou conseguir fazer o que gosto? E o tempo que ficar sem recursos financeiros? Vai ter alguém pra me apoiar? E as contas, como vou pagar? Acho super normais, sabe. Mas elas foram, particularmente pra mim, as perguntas que me travavam pra ir em busca de fazer as coisas que eu acredito gostar. Mas, tudo tem limite meu povo. E com relação a esse impasse, não foi diferente. Eu já estava saturado de trabalhar num lugar onde eu odiava o que eu fazia. Sim, odiava. Mas aguentei por motivos óbvios. 2 anos e 2 meses. Pra mim, foi muito tempo. Resolvi esperar nada de ninguém. Resolvi, eu vou fazer por mim. Vou procurar coisas que eu amaria fazer. Não só pelo dinheiro, deixa a priori em segundo plano (risos). Até porque se fosse dinheiro, não teria saído de onde sai, 😂. 
Pra mim, hoje 14 de março de 2016, ficou marcado como um dia histórico. Renunciei a minha ex atual condição financeira, em busca do "trabalho com paixão", "trabalho porque gosto", "trabalho porque me garanto nisso". Enfim, poderia passar a noite aqui dando nomes e vocês sugerindo, 😂. Mas, gente, tô aliviado e orgulhoso de mim, da minha coragem, atitude, vontade de mudar uma realidade pessoal, sabe. Espero que esse espírito, não fuja de mim, sinceramente. Acho que correr riscos é vida, como diriam meus amigos gays. Acho que é parte de uma oportunidade de vivenciar o novo e dar sentindo, graça pra vida sabe. E é isso gente. Até breve com a nova cara do nosso blog, que como eu, vai virar do avesso. Aguardem. Beijos de luz.

0 Comentários :

Leitora de meia tigela e metida a escritora nas horas vagas. Tenho mais afinidade com livros do que com pessoas. Sou impaciente, irônica e talvez te faça rir. E apesar de me esconder, me revelo em cada linha que escrevo.
Já quis ser de tudo nessa vida, mas me rendi aos encantos da publicidade. Aprendi que tudo fica mais bonito quando fazemos as coisas com amor e sem pensar no que vamos receber em troca. Sempre fico rindo feito uma louca, de tudo. Prazer, Thaís
Futuro publicitário, adoro artes em geral e quanto mais alternativa melhor. Amo café, álcool e programas ao ar livre com quem amo. Sou estranho, mas feliz.

Facebook

Leitores

Mais lidos do mês

Indicações

Visualizações de páginas da semana

Tecnologia do Blogger.